segunda-feira, 26 de setembro de 2016

3ª Temporada de 'How to Get Away with Murder' é baseada em conto de Agatha Christie.




Quem vê pensa que essa série precisa de mais segredos e mais tensão do que já saboreamos nos dois últimos anos. Pessoas ansiosas experimentaram um novo tipo de nervosismo - eu que o diga - esperando sair os episódios. E cada final nos deixava com mais dúvidas do que certezas e o 3º ano não está diferente.

sábado, 24 de setembro de 2016

Crítica: Pets - A Vida Secreta dos Bichos (2016, de Chris Renaud e Yarrow Cheney)




Quem não ama, não mima e não faz tudo pelo seu bichinho de estimação? É aproveitando este tema que engloba praticamente todo mundo que o estúdio Universal e seu estúdio de animação Illumination trazem seu mais novo sucesso. 'Pets - A Via Secreta dos Bichos' vem da mesma equipe que já ficaram famosos ao produzir os dois 'Meu Malvado Favorito' e o solo dos 'Minions'. Desta vez o foco é menos fantasioso e mais cotidiano. 'Pets' vem fazendo um estrondoso sucesso no mundo todo, sendo uma das 10 maiores bilheterias de 2016 até aqui, tem uma continuação já garantida e reforça o time de animações infantis fortes deste ano, visto que somente este gênero das animações e os filmes de terror estão se mantendo firmes como um todo até então. O que dizer desta produção então?


sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Crítica: A Vítima Perfeita (2009, de Simone North)


Lançado direto em DVD em Março de 2009, o filme 'A Vítima Perfeita' é um drama com toques de suspense que foi dirigido por Simone North. Baseado em uma história real, ele trata de um tema complicado: a obsessão pela beleza de outro indivíduo e até que ponto a inveja de uma pessoa é capaz de chegar.

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Crítica: Demônio de Neon (2016, de Nicolas Winding Refn)



O diretor dinamarquês Nicolas Winding Refn já chamava a atenção na sua terra natal, mas foi ao céu no Festival de Cannes em 2011 quando apresentou 'Drive', sua obra de maior impacto até então. Dois anos depois, também em Cannes, Refn foi ao inferno com 'Só Deus Perdoa', um filme de visual lindo, mas tão excessivamente abstrato que parece ser chato e vazio. Eis que agora ele retornou novamente em Cannes, causando frenesi e com um ótimo marketing visual, trazendo sua nova obra, intitulada 'Demônio de Neon'. Se em 2011 ele foi ovacionado e em 2013 foi vaiado, agora em 2016 seu novo filme dividiu muito as opiniões. Alguns vaiaram, outros elogiaram a coragem. O filme dividiu a crítica, com notas e percentuais de 50%. Muitos odiaram. Outros amaram. Realmente um divisor de águas e opiniões. O que dizer desta obra?


Crítica: 31 (2016, de Rob Zombie)



O roqueiro e diretor Rob Zombie é um cineasta polêmico. Abusando de referências dos slashers e exploitations setentistas, ele bebe de vertentes que lembram os clássicos 'O Massacre da Serra Elétrica' (1974, de Tobe Hooper), 'Quadrilha de Sádicos' (1977, de Wes Craven) e produções do tipo, quase sempre envolvendo viagens (road movies) e trazendo uma forte pegada no gore e nudez. Se seus filmes trazem estas referências e é um prato cheio para quem curte produções mais pesadas, por outro lado suas obras são amplamente detonadas pela falta de roteiro, atuações canastronas, estilo de filmagem amador e uma superestimada valorização da atriz Sheri Moon Zombie, que por sinal é esposa do diretor. Entre as suas obras mais bem vistas, encontram-se as duas primeiras: 'A Casa dos Mil Corpos', que brinca com os clichês dos filmes de terror como os citados mais acima; e uma pseudo-continuação deste chamada 'Rejeitados Pelo Diabo', que é chocante mas disparada sua melhor obra. Após isso, Zombie foi amplamente detonado pelos seus remakes do clássico 'Halloween' (o original de 1978 de John Carpenter). Apesar de falhas do roteiro e um visual grotesco excessivamente amador, estes dois últimos 'Halloween' (2007 e 2009) tem um terror bem forte, com um certo estudo sobre a infância, origem e mente de um psicopata. Além destes, outro filme detonado é 'As Senhoras de Salem', que com suas cenas psicodélicas e abstratas, flerta com um estilo "lynchiano" e traz a melhor atuação de Sheri Moon.

terça-feira, 20 de setembro de 2016

Crítica: Terror na Água (2011, de David R. Ellis)


Lançado em Novembro de 2011, o filme ‘Terror na Água’ é dirigido por David R. Ellis (Premonição 4) e traz atores como Sara Paxton, Chris Carmack, Chris Zylka e Joel David Moore. Repleto de controvérsias, muitos odiaram e outros amaram. É óbvio que o CGI reina solto, pois a trama em si é bem inusitada. Mas o simples fato de ter tubarões já pode chamar a atenção dos mais curiosos que curtem essa temática. Sendo assim, ele até que funciona como um bom trash.

Crítica: Visões de um Crime (2011, de Julien Magnat)


Lançado em 2011 direto para DVD com distribuição da California Filmes, o longa 'Visões de um Crime' é um tenso thriller cuja temática abordada é inusitada, porém inovadora. Estrelado por Milla Jovovich, Sarah Wayne Callies e Julian McMahon, a história é repleta de muito suspense e aborda um tema pouco visto em outros filmes, mas que possivelmente convença a maioria dos telespectadores.

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Crítica: O Sol da Meia-Noite (1985, de Taylor Hackford)



Na crítica de hoje, resgato este clássico que infelizmente não é tão lembrado. Mas certamente todos que gostam das lendárias canções dos anos 80 se lembram do single 'Say You, Say Me' de Lionel Ritchie. Pois bem, esta bela canção é a música tema deste grande trabalho chamado 'O Sol da Meia-Noite', um clássico de 1985, que às vezes parece meio esquecido no tempo. Em plena Guerra Fria e tensão entre Estados Unidos e Rússia (que durou até 1991), este filme foi lançado para mostrar um pouco de como este conflito influenciou algumas vidas e carreiras artísticas. A história traz um bailarino russo chamado Nikolai, que deixa seu país afim de fazer sucesso na América . Mas quando o avião em que está viajando é obrigado a pousar na Rússia, os agentes soviéticos da KGB fazem dele um prisioneiro desertor. Ele é obrigado a ficar sob os olhares de um casal: um sapateador americano negro e desertor e sua esposa russa. Em cima de toda pressão patriótica, cria-se uma história sobre amizade e amor à dança. 

Emmy Awards 2016: Veja a lista dos ganhadores!




O Emmy Awards é a principal premiação da TV nos Estados Unidos e a 68ª edição aconteceu ontem em Los Angeles. Com nenhuma surpresa diga-se de passagem 'Game of Thrones' ganhou 38 estatuetas ao todo, tendo o recorde histórico de premiações. Não muito atrás 'The People v. O. J. Simpson: American History Crime' estava com uma indicação a menos e conseguiu levar para casa 5 troféus. Vem conferir a lista completa de premiados!

domingo, 18 de setembro de 2016

Crítica: ARQ (2016, Tony Elliot)




O novo longa-metragem produzido pela Netflix é um filme com loop no tempo, cheio de tensão. Com uma história ridiculamente simples consegue nos prender a cada cena. Vem conferir o que achamos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Chat: Fale Conosco: